Porque é tão bom comprar?

31/01/2021

Quantas vezes você saiu para passear e prometeu para si mesma que não ia comprar nada e voltou com uns badulaques? 

Talvez nunca mais usou ou até se arrependeu de comprar...

Pois é isso acontece com a maior parte de nós seres humanos.

E sabe por quê? 

Por conta desse hormônio aqui:

Porque quando compramos nosso cérebro libera dopamina, um hormônio do prazer e bem estar. É por isso que o ato de comprar é tão prazeroso, nos deixa felizes e relaxados.

Mas vamos voltar um pouquinho na nossa história.

O impulso de comprar tem a ver com o nosso instinto de sobrevivência.

Nós somos uma espécie que caça e coleta, inicialmente coletávamos coisas da natureza como fósseis, ossos, metais, minerais, sementes... para transformar esses materiais em utensílios que aumentassem a nossa chance de sobrevivência.

Nosso cérebro foi sendo programado para coletar, pois isso aumenta a chance de sobrevivência e a perpetuação da espécie e além claro, de liberar a dopamina a cada coleta o que nos deixa mais felizes sim, pelo menos momentaneamente.

Lá no passado paleolítico coleta significava mais chances de sobrevivência.

Hoje a coleta significa comprar, e comprar significa a troca do seu tempo em pelo badulaque.

Sim tempo, pois você dedicou um tempo da sua vida para receber aquele dinheiro, que agora você está trocando por um badulaque para ter a sensação de felicidade e bem estar, mesmo que momentaneamente.

Estamos em constante busca de dopamina, queremos nos sentir bem, queremos estar felizes e comprar te leva a ter esses prazeres, mesmo que momentaneamente.

Entenda que seus instintos vão estar sempre presentes, eles dizem o que você precisa fazer para se manter vivo e feliz.

Mas esteja atento para não cair na euforia de comprar coisas fúteis e desnecessárias em busca da felicidade e do bem estar momentâneo, existem outras formas mais baratas de conseguir dopamina. 


Escrito por Ana Marafiga

Contadora e Mentora de Finanças Pessoais e Empresarial. 

Salve teu dinheiro!

"Porque entre a vida que você deseja e vida que você vive está o dinheiro que você não viu onde foi."